sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A PORTA



Ouço o toque na porta de entrada
que toca embora a  minha solidão.
Deve ser ele! Meu coração grita aflito.
Penso depressa: não serei mais infeliz.


Corro para atendê-lo. Junto levo
minha alegria e minha safadeza
enfim nada mais de tristeza, adeus.
Chega mais, meu doce segredo!


Esse amor é loucura, como esse toque
na porta. O importante é que seja  você.
Aceito essa ternura e nela me misturo.

É tanta emoção...com o seu chegar ,
Chega o amor bem leve e preciso.
Quero muito, mas muito amá-lo.
Penelope Lsteak

9 comentários:

  1. eu chego todo dia nesta porta,será?

    ResponderExcluir
  2. Doce sensibilidade...Amiga e poetisa,mas que tudo belo!Encantada!Parabéns e muitas felicidades!Obrigada por fazer parte da minha vida!Beijos Pe!Com carinho: Cida Luz.

    Brasilia
    28/02/11

    ResponderExcluir
  3. Lindo!! Escrito com alma e sensibilidade à flor da pele. Fechei os olhos depois de ler e me senti nessa Porta simplesmente encantado com a expressão do teu rosto quando viestes abrí-la...

    ResponderExcluir
  4. Lindo seu blog, querida!


    PARABÉNS!!!
    bjs cariocas!

    ResponderExcluir
  5. LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
    AMEIIIIIIIIIIII
    DELICADO, MARAVILHOSO.

    ResponderExcluir
  6. Uauuuu amei seu blog, as poesias são maravilhosas...♥
    Parabéns amiga, ti bju

    ResponderExcluir
  7. OLA...LINDA AMIGA PARABENS...TE AMO LINDA ...BJOS...

    ResponderExcluir
  8. amei, esta lindo, voce tem muito bom gosto, beijos

    ResponderExcluir